Carlos Brando

Nome do Jogo

3 maneiras de fazer dinheiro com seu software

Há três maneiras básicas de se fazer dinheiro com seu software baseado na web. Vamos falar delas…

Propaganda
Forneça seu produto de graça e coloque propaganda em torno dele. Você pode fazer isto com softwares para desktops (da mesma maneira como o MSN e outros fazem) ou softwares baseados na web.

Esta é definitivamente a solução mais simples para softwares baseados na web: Apenas crie uma conta no Google Adsense e pronto, você já tem anúncios. Mas colocar propaganda no seu produto não quer dizer que você já estará faturando. A menos que seu site tenha muitas visitas, o rendimento pode ser muito baixo para se adotar esta estratégia.

Esta opção também não funciona para sistemas protegidos por senha, o sistema de login no sistema pode barrar o Google. Se você quiser propaganda em um sistema protegido por senha, você vai precisar correr atrás dos anúncios - o que vai consumir muito do seu tempo, e exigir que você se dedique por tempo integral a isto.

Plano B: Pessoalmente eu não gosto deste modelo, porque ele joga suas prioridades no lixo - você se preocupa demais com suas propagandas e deixa de lado o principal no seu negócio: seus clientes. É difícil manter suas prioridades com este sistema. Seus anunciantes querem chamar a atenção dos seus clientes, mas os clientes querem ser produtivos usando o seu produto. Um esquema ganha-ganha é difícil neste modelo. Possível, mas difícil.

Sistema de assinatura (ou pagamento único)
Esta opção pede que o cliente pague pelo seu serviço. Neste modelo é como dizer: “nós acreditamos que vale a pena pagar pelo nosso produto, e se você concordar, nós amaremos ter você como nosso cliente.” Pode ser uma mensalidade/anuidade ou um valor único, assim como os softwares convencionais. Do ponto de vista do rendimento, o sistema de assinatura funciona.

O problema é fazer as pessoas pagarem pelo seu produto. Alguns clientes estão dispostos a pagar, mas quantos? Será o suficiente para te manter no jogo?

Plano A: Eu recomendo este modelo. Se você inicia a construção do produto pensando em construir algo que as pessoas vão querer pagar para usar, possivelmente você vai construir algo bom, que as pessoas vão querer pagar para usar. Claro, que mesmo boas idéias às vezes também não dão certo. Mas este pensamento vai te colocar no caminho certo.

Quero apenas dizer mais uma coisa sobre isto: Quando as pessoas pagam por seu produto, elas têm interesse em vê-lo crescer. Elas querem ver seu investimento valer a pena. Elas passam a acreditar no seu produto, cuidam dele. Isto desperta paixão e interesse em torno do que estão fazendo e isto é muito bom.

Suporte
Esta é a estratégia usada pela comunidade do código aberto (open-source). SugarCRM é um bom exemplo disto. Seu software é grátis, mas se você quiser um suporte para usar o produto, terá de pagar por isto.

Plano C: Olhando por cima, parece uma boa idéia. Mas para quem? Se o seu ganha-pão depender de ajudar as pessoas, isto induz você a fazer as coisas da forma mais difícil possível, ao invés de simplificar para o cliente. Este modelo evita ferramentas intuitivas e fáceis de usar. Você acaba criando um produto complexo que só algumas pessoas entendem. Isto é bom para você, mas péssimo para seus clientes.

Um meio termo?
Há varias outras maneiras de se ganhar dinheiro com seu software. Você usar um meio termo entre duas ou mesmo as três opções acima, ou você pode vender seu software para outra empresa. Ou algo completamente diferente disto.

Na verdade acreditamos que construir um software de qualidade que as pessoas estarão dispostas a pagar é a melhor opção. Não será fácil, mas se você conseguir estará no caminho de um software de sucesso.

 

Este post é um tradução do artigo 3 ways to make money with your software publicado pelo blog Signal vs. Noise.


Procurando um emprego novo? Encontre no carreiraTI.com

Comments