Carlos Brando

Nome do Jogo

Rails está ficando cada vez mais sexy

Há algum tempo atrás me deparei com um plugin que tornava os migrations mais sexy. Gostei da abordagem do plugin, mas não o adotei.

Pelo visto não fui o único a gostar da proposta deste plugin. DHH também gostou. Tanto que na próxima versão do Rails teremos um jeito novo de criar migrations.

Hoje estamos acostumados a fazer assim:

[source:ruby] create_table “products” do |t| t.column “shop_id”, :integer t.column “creator_id”, :integer t.column “name”, :string, :default => “Untitled” t.column “value”, :string, :default => “Untitled” t.column “created_at”, :datetime t.column “updated_at”, :datetime end [/source]

Mas poderemos fazer assim:

[source:ruby] create_table :products do |t| t.integer :shop_id, :creator_id t.string :name, :value, :default => “Untitled” t.timestamps end [/source]

Os dois códigos fazem exatamente a mesma coisa.

Comments