Carlos Brando

Nome do Jogo

Edge Rails - Cache, SQLITE3, Rails 2.0.2 e mais

Como de costume tivemos mais um fim de semana muito animado no desenvolvimento do Rails. O que aconteceu no sábado você já leu aqui, agora vamos a um resumo do domingo.

Cache de templates em produção

A partir de agora no arquivo config/environments/production.rb, ActionView::Base.cache_template_loading estará sempre ligado como padrão. Em outras palavras, qualquer alteração em um template no ambiente de produção para ter efeito deve-se reinicializar a aplicação.

Chave criptográfica

No último post eu mencionei sobre esta chave, mas parece que DHH não gostou do nome usado no rake e mudou, agora para se obte-la use ”rake secret”.

Banco de dados padrão

O mysql deixa de ser o banco de dados padrão e dá lugar ao sqlite3. Então se você executar ”rails myapp” o arquivo config/database.yml virá com as configurações do sqlite3 e não mais do mysql. Se quiser que o arquivo seja pré-configurado como antes use ”rails -d mysql myapp”.

Rails 2.0.2

David já começou os preparativos para a versão 2.0.2 do Rails. Ainda não saiu, mas deve ser anunciado em breve.

Novo método HTTP - OPTIONS

A requisição OPTIONS foi novamente incluída na lista de requisições HTTP. Quando se está construindo um serviço RESTful, um OPTIONS deve retornar quais requisições o recurso responderá. Também é útil quando se está usando o Rails sob um Mongrel através de um proxy como o Perlbal, neste caso é comum requisitar um OPTIONS para ter certeza de que o Rails já está no ar e pronto para receber uma nova requisição.

Novos métodos nos testes integrados

Foi incluído dois novos métodos nos testes integrados, o delete_via_redirect e o put_via_redirect. Os dois métodos realizam um DELETE ou PUT seguido de um redirecionamento. Um pouco de cuidado aqui, porque se a requisição solicitada já fizer um redirecionamento, você pode cair em um loop infinito.

Comments